Quem Somos

MISSÃO

Proporcionar qualidade de vida às pessoas atendidas, com garantia de serviços e profissionais diversificados e qualificados, promovendo a dignidade, a autonomia e o pleno exercício da cidadania.

VISÃO

Ser reconhecida como referência enquanto instituição de longa permanência, pela promoção de vida digna as pessoas atendidas.

VALORES

Com base na espiritualidade cristã, o comprometimento com a promoção da vida digna é assegurado de forma eficiente, transparente e sustentável.
1 – Espiritualidade Cristã – amor, humildade e justiça;
2 – Comprometimento – cuidado, respeito e responsabilidade;
3 – Eficiência – profissionalismo e pró-atividade;
4 – Transparência – Honestidade;
5 – Sustentabilidade – econômica, social e ambiental.

História

A Associação Beneficente Pella Bethânia originou-se da atuação ministerial do P. Michael Haetinger. Como pastor itinerante do Sínodo Rio Grandense, da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), Haetinger viu e conheceu as necessidades pelas quais muitas crianças e idosos estavam passando ao viajar pelo interior do Rio Grande do Sul, nos anos de 1890. Percebeu um elevado número de órfãos entre os alemães recém imigrados, cujos pais sucumbiam na busca pela sobrevivência, muitas vezes por acidente durante a derrubada de mato ou por falta de assistência médica. Na época, Michael constatou que havia mais de 60 órfãos entre os imigrantes e muitas viúvas e idosos desamparados.

Dessa forma, Haetinger, apoiado pelos pastores Heinrich, Hunsche e Wegel, adquiriu parte da antiga Fazenda Barros, ao lado da escola brasileira de agricultores, às margens do Rio Taquari, dando início às atividades da entidade. Neste terreno, o P. Haetinger fundou uma casa para abrigar crianças órfãs. Até 31 de dezembro de 1893, foram levantados Oito Mil Réis em doações para a associação.

No Concílio Sinodal da IECLB, em Hamburgo Velho, em 1894, se constituiu o “Evangelische Asylverein” (Associação Evangélica para Órfãos),

 

integrada especialmente por famílias comerciais de Porto Alegre, a saber, A. H. Gundlach, Fritz Pohlmann, Bromberg além de outros pastores.

Em 29 de dezembro de 1895 foi colocada a pedra fundamental para a construção da nova casa da Associação. A Associação Evangélica enviou, para tanto, Um Mil Réis e continuou financiando o Lar. A nova construção foi inaugurada em 19 de maio de 1893.

Quando a escola de agricultores brasileiros fechou, em 1900, o terreno e o prédio foram comprados pela Associação, sendo a mesma transformada em um lar para idosos, chamado “Lar Bethanien”.

No dia 6 de maio, o lar foi inaugurado, com a mensagem proferida pelo P. Dedekind. O P. Gottfried Thieme foi diretor do Lar Bethania e segundo diretor administrativo. Após nove anos, em 1909, foi construído o “Lar Bethesda”, destinado a pessoas portadoras de deficiência mental e epilepsia. Após a morte do fundador, P. Michael Haetinger, o seu filho, P. Immanuel Haetinger, assumiu a direção da casa. Os pastores Haetinger, tanto o pai quanto o filho, se filiaram pessoalmente à Igreja da Prússia.

Desde então, fundamentada no amor de Deus, a instituição vem ampliando suas estruturas, para conseguir atender a crescente demanda.

Gestão na Pella Bethânia

A gestão na Associação Beneficente Pella Bethânia colabora para que toda a atuação seja sustentável financeiramente, transparente e eficiente do ponto de vista da nossa causa social. 

Ela conta com instrumentos para orientar e normatizar os processos de trabalho, a fim de garantir a qualidade dos processos alinhando sua prática com sua missão institucional, buscando melhoria contínua. A estrutura organizacional e as responsabilidades estão definidas através da interação do Organograma.

Temos, em processo de finalização, o Manual de Gestão que visa a padronizar processos através de procedimentos, assim como a documentação utilizada na Pella Bethânia. O manual é complementado por procedimentos e descrições de cargo os quais servem de base para a implementação e aprimoramento da gestão.

Ainda contamos com Plano Anual de Trabalho no qual que constam os indicadores que são monitorados conforme a periodicidade estabelecida, e divulgados nas reuniões de equipe. As corretivas e preventivas são trabalhadas no Grupo Gestor. As instâncias de tomada de decisões são a Assembleia Geral, a Reunião de Diretoria, a Reunião do Grupo Gestor e as Reuniões de Coordenação. As decisões tomadas são comunicadas aos colaboradores através de reuniões, formações e envio eletrônico e estas são implementadas.

Cabe ressaltar que todo o processo de gestão conta com orientações oriundas do planejamento estratégico que contribui para a avaliação das ações desenvolvidas, bem como planejar ações estratégicas, baseadas nos objetivos estratégicos: sustentabilidade financeira, excelência em atendimento aos residentes, gestão aprimorada e construção de imagem. Com a missão de proporcionar qualidade de vida às pessoas atendidas, com garantia de serviços e profissionais diversificados e qualificados, promovendo a dignidade, a autonomia e o pleno exercício da cidadania.

GESTÃO 2018-2020

Diretoria

Presidente: 
Edla Loni Hass Berthold
Vice-Presidente: 
Carlos Atkinson
Tesoureiro: 
Romério Schrammel
Vice-Tesoureiro: 
Armin Aurich
Secretário: 
Irineu José R. Barcelos           Vice-Secretário: 
Danilo Carlos Doss

Conselho Fiscal:

Paulo Renato Grewe
Armindo João Schmidt
Maria Ermi Praia

Suplentes do Conselho Fiscal:

Renato Kreimeier
Dulce Eliszabeth Derlam
Carlos Gressler

COORDENADORA GERAL

Pa. Ana Paula Genehr

Fechar Menu